Meu calendário para provas de longa distância em 2015

Acabei de fechar meu calendário de provas de Audax/Randoneé para 2015. Dei uma olhada nas datas que já estão marcadas pelo Randoneurs Brasil e quero ver se até o meio do ano consigo meu Brevet de Super Randonneurs.

24 de janeiro – Boituva, SP. 200k – 13 horas de pedal

21 de maço – Rio de Janeiro. 300k – 20 horas de pedal

18 de abril – Rio de Janeiro. 400k – 27 horas de pedal

29 de maio – Rio de Janeiro. 600k – 40 horas de pedal

Se conseguir fechar toda essa série nos prazos definidos, ainda tento em 9 de outubro do 1000k em São Paulo.

Lembrando que quem completar as séries de 200k até 600k no mesmo ano, pode se habilitar a participar do mais famoso evento de ciclismo de longa distância, o Paris x Brest x Paris (1200k) lá na França.

Se tiver conseguido cumprir e na época estiver com grana para isso eu até arrisco. Alguém quer me patrocinar aí?

Temos que aproveitar, pois esse evento ocorre apenas de quatro em quatro anos.

WK.

Rodosol, Fazenda Flamboyant, Amarelos, Rio Claro, Baía Nova, Araçatiba, Xuri, Vila Velha – 100k

Esse post é de um pedal que fiz dia 18 de outubro.

Eu já estava a alguma semanas sem fazer um pedal longo e estava ficando agoniado com isso. Sai de casa por volta das 05:30 da manhã disposto a fazer 100k com a Rocky Mountain.

Meio sem destino, segui pelo asfalto até a estrada de chão que passa pelo Hotel Fazenda Flamboyant para sair em Amarelos. Até lá foram aproximadamente 26 km de asfalto mais 8 km de estrada de chão.

Em amarelos decidi que iria fazer a subida de Baía Nova invertida (onde geralmente descemos quando fazemos o circuito da Cachoeira do Pernambuco). É um trecho de aproximadamente 5km com uma paisagem muito bonita. Ao longo do caminho passamos pela parte de cima da Cachoeira do Pernambuco. Nesse ponto dá pra ver o rio que vai formar a queda de água que alimenta o local.

Nas figuras abaixo aparecem um trecho da subida (logo após a pracinha de Rio Claro) e a parte de cima do curso de água que vai formar a Cachoeira do Pernambuco.

DSC00070 (Cópia)

DSC00073 (Cópia)

 

Na metade do percurso existe uma parada legal que é a Piscina do Maiole. Um local bem fresco, com sombra, bar, água e uma piscina natural que dá nome ao local.
DSC00074 (Cópia) DSC00076 (Cópia) DSC00079 (Cópia)

 

Depois de completar a subida, fiz a descida até o vilarejo de Baía Nova onde peguei o asfalto até o trevo de Araçatiba. Esse asfalto é muito bonito. Tem um visual bem legal, sem trânsito e poucas ladeiras levemente inclinadas (nesse post tem a descrição de um pedal com a Speed que fiz a algum tempo).

DSC00081 (Cópia)

 

Em Araçatiba saí na BR-101, atravessei o seringal entrei no caminho da Fazenda Heringer e saí na estrada do Xuri. Para minha surpresa encontro com Marco Polo (vulgo Copolo) que estava voltando de um pedal com o pessoal do Pedal da Saúde. Voltamos juntos e paramos no Roque do Coco para repor as energias.

DSC00082 (Cópia)

No final foram aproximadamente 101km em 5:16 de duração. Com altimetria de apenas 819m (de acordo com o Strava). Os detalhes técnicos desse pedal estão aqui:

http://www.strava.com/activities/208743784

Abraços e bons pedais!

WK.

Blog para registros de minhas idas e vindas sobre a magrela…

%d blogueiros gostam disto: